Cusco: Plaza de Armas, Câmbio de Dinheiro e Boleto Turístico

Aproveitem o primeiro dia em Cusco para se familiarizar com a cidade, caminhar pelas principais ruas, trocar dinheiro e comprar o ingresso dos passeios, o Boleto Turístico de Cusco.


Primeiro dia em Cusco

Por causa da aclimatação, o primeiro dia em Cusco pede uma programação mais light. Aproveite o dia para conhecer a Plaza de Armas, trocar dinheiro para a moeda local, o Nuevo Sol (PEN) ou Soles, e comprar o Boleto Turístico de Cusco.

Trocando dinheiro

Encontrei várias casas de câmbio a caminho da Plaza de Armas. As com melhor cotação ficavam mais escondidinhas, por exemplo, no primeiro andar de galerias de lojas.

A variação das casas de câmbio de Cusco não é muito grande. Se o tempo estiver curto, não precisa ficar zanzando de casa em casa comparando valores.

Fiz isso porque sou meio murrinha tinha tempo. Deixei de trocar dinheiro no aeroporto porque não achei o câmbio muito bom.

Aliás, os aeroportos sempre tem as piores taxas de conversão, só troco dinheiro em aeroporto se for extremamente necessário. Evite!

Não demorou muito pra ver as primeiras alpaquinhas e lhamas peruanas. Alpacas, lhamas e artesanato tem de monte em todo Cusco.

Boleto Turístico de Cusco

Rica e cheia de soles (mentira), fui atrás do Boleto Turístico de Cusco.

O Boleto Turístico de Cusco funciona como ingresso para 16 atrações em Cusco e arredores, incluindo museus e sítios arqueológicos, como por exemplo, as ruínas do vale Valle Sagrado e os passeios do City Tour.

Apenas depois de adquirir o boleto é possível fazer os passeios. No momento da compra você assina o boleto, tornando-o nominal e intransferível. Nele vem impresso a imagem e o nome de todas as atrações.

No Boleto Turístico de Cusco vem impressas todas as atrações 16 atrações. O boleto é nominal e tem data de validade. Todos os locais visitados recebem uma marcação e não podem ser visitados novamente.
Onde comprar?

Preferi comprar junto ao escritório de informações turísticas localizado na Av. Sol, ao lado da Plaza de Armas. Mas ainda há opção de comprar o boleto em agências de turismo autorizadas, fica a sua escolha.

Comprando pelo escritório, eles dão desconto para quem apresentar a carteirinha internacional de estudante. O atendente que me recebeu comentou que o desconto também poderia ser aplicado apresentando a carteirinha de estudante normal, mas não sei se essa informação realmente procede.

Afinal, na época tinha a carteirinha de mestranda, mas além de não ter levado comigo, mestrado não vale (fuén!).

Para os mais novinhos (estudantes de graduação ou ensino médio) e não portadores da carteirinha internacional, não custa nada levar a carteirinha normal e tentar salvar uns soles, não acham?

Na entrada de cada passeio marcam com um furinho a imagem do lugar visitado, impossibilitando visitas repetidas. O próprio boleto é bastante informativo: na parte de traz tem escrito os horários de abertura e fechamento de cada local, além de um mapinha da cidade e dos circuitos turísticos.
Tipos de Boleto Turístico

Existem duas opções de Boleto Turístico, o completo ($130 soles) e o parcial ($70 soles).

O Boleto completo permite que você visite as atrações em um prazo de 10 dias consecutivos. Se você vai gastar mais do que um dia passeando pelas atrações, é esse Boleto que deve comprar.

Agora, se você não tiver muito tempo na cidade, e preferir tirar apenas um dia para conhecer algumas atrações, a dica é adquirir o Boleto parcial. O preço do Boleto é tabelado, aqui não adianta pechinchar.

Eu optei pelo Boleto Turístico completo. Quis dividir as atrações do boleto em dois dias para melhor aproveitá-las. No final das contas, consegui visitar oito das 16 atrações. Fica um pouco cansativo, mas vale muito a pena!

Pertinho da Plaza de Armas encontrei essa peruana “mochileira” procurando um local para expor seu artesanato.

Conhecendo a Plaza de Armas

Depois de ter trocado dinheiro e providenciado o Boleto Turístico, aproveite para passear pela Plaza de Armas, uma das principais atrações de Cusco e arredores.

Antes da invasão espanhola, a Plaza de Armas era rodeada por palácios Incas, sendo considerada a principal praça durante o império Inca.

Porém, depois da invasão, os espanhóis construíram a Catedral de Cusco e a Igreja da Companhia de Jesus, mudando bastante o aspecto da praça.

Atualmente a Catedral de Cusco é uma das atrações principais da Plaza de Armas.

A Plaza de Armas também abriga vários restaurantes tradicionais, agências de turismo, lojas, boates, casas de câmbio e, acreditem… Tem até Mc Donald’s, KFC e Starbucks! Pode isso, gente?

Não sei quem prefere comer essas gordices ao invés da deliciosa culinária local. Fica a dica: experimente todos os pratos típicos (na verdade, acho que dá pra pular o Cuy, eca!).

O lomo saltado e as entradas de guacamole e causa são um must! Hum… Fiquei com fome só de lembrar! Gostei tanto da comida peruana que fiz um post sobre Onde Comer em Cusco.



Corpus Christi em Cusco

A Plaza de Armas que conheci foi um pouco diferente, pois minha viagem coincidiu com as festividades de Corpus Christi (25 e 26 de Maio).

Para a cidade de Cusco, o Corpus Christi é uma das festas religiosas mais suntuosas, enchendo a cidade de peruanos e estrangeiros. Eu disse enchendooo!

Peruanas vestidas tipicamente durante os desfiles de Corpus Christi.
Na celebração de Corpus Christi até os monumentos são enfeitados. Em frente à Igreja da Companhia de Jesus havia um grande adorno colorindo a praça.

A lotação poderia ter sido um turn off, mas achei tudo muito bonito. A praça ganhou novas cores e sons ao longo dos vários desfiles de grupos vestindo roupas típicas e tocando instrumentos musicais.

Depois dessa animação toda fui descansar no hostel. Precisava renovar as energias para o passeio do dia seguinte: o tour a cavalo com a Horseback Riding Cusco. Esse tour foi uma das coisas mais legais que fiz em toda a viagem, super recomendo!


Está planejando sua viagem ao Peru?
Confira o meu Roteiro de 7 dias em Cusco e Machu Picchu:

Dia 01 –Aclimatação na Plaza de Armas + Câmbio de Dinheiro e Compra do Boleto Turístico de Cusco

Dia 02 – Tour a cavalo com a Horseback Riding Cusco + Tarde em Cusco

Dia 03 – Conhecendo o Mercado de San Pedro e outros Centros Artesanais

Dia 04 – Passeio à Pisac (Valle Sagrado dos Incas) na parte da manhã + City Tour de Cusco à tarde

Dia 05 – Manhã e tarde visitando o Valle Sagrado dos Incas + Viagem de trem para Águas Calientes

Dia 06 – Subindo a Montanha Huayna Picchu + Visita às ruínas de Machu Picchu + Noite em Cusco

Dia 07 – Dia livre em Cusco + Aeroporto



 


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *