Conheça o Excelente City Tour em Cusco

O City Tour em Cusco é um dos passeios mais procurados pelos turistas. Diferente dos clássicos passeios que levam o mesmo nome, o City Tour em Cusco é surpreendente e bastante interativo.


City Tour em Cusco

Depois de Machu Picchu, a principal atração da região, quais são os passeios mais recomendados? A resposta é fácil: City Tour em Cusco e Valle Sagrado dos Incas.

Esses dois passeios englobam a grande maioria das ruínas arqueológicas de Cusco e arredores. Para realiza-los é necessário adquirir o Boleto Turístico de Cusco. Não sabem o que é o Boleto Turístico? Relaxa… Explico tudinho aqui!

Com o Boleto Turístico em mãos, agora só falta fechar o passeio (transporte e guia) em alguma agência de turismo de sua preferência.

Existem muitas agências em Cusco, várias estão concentradas na Plaza de Armas. As mais econômicas ficam um pouquinho afastadas, no sentido de San Blás.

Ainda assim, eu e minhas amigas fechamos um pacote de dois dias com uma agência que ficava na Plaza de Armas. Pechinchamos bastante e o valor ficou bem atrativo!

Ah, vale lembrar que a maioria das coisas em Cusco está suscetível à pechincha. E não precisa se sentir mal ao pechinchar, essa é a forma de comércio dos cusquenhos.

O City Tour em Cusco

Não se assuste com o nome, o City Tour em Cusco não tem nada a ver com o habitual “forever sentado no ônibus + guia extremamente animado”.

O City Tour que fiz foi bem interativo! O ônibus servia apenas como meio de locomoção, descíamos e passávamos vários minutos em cada sítio arqueológico ouvindo as explicações do nosso guia e tirando fotos.

O tour pode ser em inglês ou espanhol. Na hora de fechar com a agência escolhemos o idioma.

Ao todo, o City Tour visita cinco pontos turísticos: Qorikancha (Templo do Sol), Saqsayhuaman, Pukapukara, Qenqo e Tambomachay.

O tour acontece de manhã ou à tarde. Escolhemos o tour da tarde, pois utilizamos a manhã para conhecer um dos sítios arqueológicos do Valle Sagrado: Pisac. Começamos o passeio depois do almoço, às 13:30h e retornamos à Plaza de Armas no final da tarde, às 18h.

O que esperar dos passeios? Em seguida, vou contar um pouquinho da minha experiência. Mas vai ser só um pouquinho mesmo, afinal não quero dar spoiler e estragar as surpresinhas de cada passeio. Vamos começar?



Qorikancha (Templo do Sol)

Primeira parada: Qorikancha (Segunda a sábado: 8:30h às 17:30h – Domingo: 14h às 17h). O ingresso desse passeio não está incluso no Boleto Turístico, sendo necessário comprar a entrada à parte (15 soles).

Não precisa comprar com antecedência, na hora da visita todos fazem uma fila e adquirem o ingresso na portaria. Não confunda o Qorikancha com o Museo de Sitio del Qoricancha (passeio incluso no boleto).

O Qorikancha ou Templo do Sol fica localizado próximo à Plaza de Armas, na Av. El Sol. Esse passeio pode facilmente ser feito de forma independente e sem o City Tour. Mas, para aqueles com pouco tempo disponível, o pacote do City Tour é a melhor opção.

Para os Incas, Qorikancha era o centro religioso, geográfico e político de Cusco. Qori significa ouro trabalhado e kancha significa espaço fechado delimitado por paredes.

Dentro do Qorikancha

Ao todo, cinco templos são delimitados pelas paredes do Qorikancha: Templo do Sol, Templo da Lua, Templo de Vênus e as Estrelas, Templo dos Raios, Relâmpagos e Trovões e, por fim, o Templo do Arco-íris.

No Qorikancha eram feitas homenagens ao maior deus Inca, o Inti (o Sol). Existia um grande disco de ouro representando o deus Inti no Templo do Sol. O disco era mais espesso do que as placas de ouro que revestiam todo o templo.

City Tour em Cusco
Dentro do Templo do Sol podemos ver construções Espanholas e resquícios dos Templos Incas. A mescla é carinhosamente chamada pelos locais por “Incas X Incapazes”.

Outro templo também coberto por um metal precioso, a prata, era o Templo da Lua. Com a invasão espanhola, as lâminas de ouro e de prata foram retiradas e construções espanholas foram sobrepostas aos templos, como por exemplo, a Igreja de Santo Domingo.

Para a construção dessa igreja, cerca de metade do Templo da Lua foi destruída. A coexistência do estilo Inca com o Espanhol transforma a arquitetura do Qorikancha bastante peculiar, merecendo a sua visita.



Sacsayhuaman

Segunda parada: Sacsayhuaman (Segunda a domingo: 7h às 18h). O Sítio Arqueológico de Sacsayhuaman fica localizado ao norte da Plaza de Armas e sua altitude é de 3.477 metros acima do nível do mar.

Você pode chegar ao sítio utilizando ônibus/van (City Tour), táxi, alugando um carro ou indo a pé.

Os mais aventureiros e acostumados com a altitude escolhem ir caminhando. No caminho vimos alguns desses corajosos.

Quero deixar claro que não sou sedentária, tá gente? Longe disso! Mas fazer trekking com a altitude lá no talo não dá! Achei melhor guardar as energias pra subir a Montanha Huayna Picchu. Também sou corajosa, viu?

O meu primeiro contato com Saqsayhuaman foi durante o passeio a cavalo com o pessoal da Horseback Riding Cusco.

A caminho do racho avistei pela primeira vez as ruínas de Sacsayhuaman e fiquei muito encantada, pedi até pra parar o carro!

Na hora, aproximadamente às 9h, o parque estava bem vazio, deixando tudo ainda mais fascinante. Esse preview me deixou bastante ansiosa para o dia do City Tour. E não foi pra menos!

A fortaleza Sacsayhuaman

Localizado no topo de uma colina íngreme, o Sacsayhuaman tem uma vista privilegiada da cidade de Cusco. Esse detalhe associado às enormes paredes de pedra fez com que muitos o classificassem como um forte.

Sacsayhuaman é uma obra colossal construída entre os séculos XIV e XV por cerca de 20.000 trabalhadores. No império Inca, uma das maneiras de pagar impostos, era trabalhar de forma compulsória (mita) seja em construções ou com a agricultura até a quitação da dívida.

É difícil acreditar que grande parte das construções Incas foi realizada por homens munidos apenas de pedra, madeira, cordas e água.

City Tour em Cusco
Olha o tamanico das pessoas e o tamanhão das pedras formando o forte Sacsayhuaman. Ao vivo as dimensões são maiores ainda! Lá do alto é possível ver toda a cidade de Cusco, inclusive o Cristo Blanco à esquerda.

Tentar explicar as dimensões do Sacsayhuaman é um serviço árduo! Uma coisa é ver a fortaleza através de fotos, outra coisa é presenciar ao vivo e a cores toda aquela grandiosidade.

Aliás, isso serve para todas as ruínas arqueológicas de Cusco, principalmente Machu Picchu. Nenhuma foto faz jus à beleza real dos lugares. Vá até lá e veja com os seus próprios olhos!

Pukapukara

Terceira parada: Pukapukara (Segunda a domingo: 7h às 18h). As ruínas de Pukapukara estão localizadas a cerca de 7 km de Cusco e sua altitude é de 3.776 metros acima do nível do mar.

Pukapukara
Pukapukara vista da estrada de acesso (arrangedtravelers.com).

Como você deve ter percebido, ao longo do City Tour nós vamos subindo mais e mais. Por isso é importante estar bem aclimatado. Todo mundo seguiu as dicas para uma boa aclimatação?

O nome Pukapukara significa Fortaleza Vermelha (puka significa vermelho e pukara significa fortaleza). Pukapukara recebeu esse nome por dois motivos: por ser um sítio de ruínas militares e pelas pedras utilizadas em sua construção terem a coloração avermelhada.

Além de fazer parte da defesa do Império Inca, Pukapukara também funcionava como um centro administrativo.

A vista é belíssima, sendo bastante útil na época do Império Inca. Lá de cima é possível ver todo o vale de Cusco, viabilizando a proteção da cidade e de outras partes do Império.

City Tour em Cusco
A fortaleza de Pukapukara é uma graça! Do lado oposto às ruínas tem um enorme vale. A vista lá de cima é lindíssima, especialmente no pôr do sol.

Qenqo

Quarta parada: Qenqo (Segunda a domingo: 7h às 18h). Qenqo está localizando a 4 km de Cusco a uma altitude de 3.620 metros acima do nível do mar.

Diferente das outras ruínas arqueológicas, Qenqo era um local voltado para o culto. Lá temos acesso a uma sala mortuária subterrânea esculpida inteiramente em uma grande rocha.

O que mais me chamou atenção foi a enorme mesa esculpida na pedra. Dizem que nessa mesa faziam embalsamentos e sacrifícios de animais e pessoas.

É possível tocar a mesa e sentir o frio da pedra. É muito fria, parece gelo! Além de sentir o frio, também senti uma energia meio estranha em todo o ambiente. A energia só melhorou quando saí da parte subterrânea.

Tambomachay

Quinta e última parada: Tambomachay (Segunda a domingo: 7h às 18h). Tambomachay está localizada a 5 km de Cusco em uma altitude de 3.766 metros acima do nível do mar.

Tambomachay é uma ruína arqueológica cercada por água. Ela é repleta de aquedutos, canais e cachoeiras. A sua real função ainda é um pouco desconhecida.

Assim como Pukapukara, Tambomachay também poderia funcionar como posto militar, ou então servir como um spa para a elite política Inca.

Até hoje não se sabe muito bem a origem de toda a água corrente de Tambomachay. Alguns dizem que a água vem do interior da montanha, outros contam diferentes histórias.

City Tour em Cusco
Indo ou voltando da trilha de Tambomachay sempre encontramos peruanos e suas lhamas. Eles ficam ali só esperando por uma foto.

Depois da última parada do City Tour em Cusco passamos por uma enorme loja de agasalhos, a famosa tourist trap.

Acabei descendo do ônibus, pois haveria uma breve explicação sobre a diferença entre o tecido de alpaca, baby alpaca, lã e vicuña.

Os casacos eram lindos e caros! Definitivamente existem outros polos de venda em Cusco com valores bem mais atrativos (falo sobre alguns deles aqui).

O City Tour chegou ao fim e às 18h estávamos de volta à Plaza de Armas.

Essa foi a minha experiência com o City Tour em Cusco. Gostaram do passeio?


Está planejando sua viagem ao Peru?
Confira o meu Roteiro de 7 dias em Cusco e Machu Picchu:

Dia 01 –Aclimatação na Plaza de Armas + Câmbio de Dinheiro e Compra do Boleto Turístico de Cusco

Dia 02 – Tour a cavalo com a Horseback Riding Cusco + Tarde em Cusco

Dia 03 – Conhecendo o Mercado de San Pedro e outros Centros Artesanais

Dia 04 – Passeio à Pisac (Valle Sagrado dos Incas) na parte da manhã + City Tour de Cusco à tarde

Dia 05 – Manhã e tarde visitando o Valle Sagrado dos Incas + Viagem de trem para Águas Calientes

Dia 06 – Subindo a Montanha Huayna Picchu + Visita às ruínas de Machu Picchu + Noite em Cusco

Dia 07 – Dia livre em Cusco + Aeroporto



  • City Tour em Cusco

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *