Bagagem Extraviada – O que fazer?

A esteira começou a rolar e as primeiras bagagens apareceram. Todo mundo foi pegando a própria bagagem e indo embora e fui ficando pra trás. Não tinha batido o desespero… Ainda. Quando a esteira parou de rodar tive um treco! Cadê a minha bagagem?


Quem aí já teve a bagagem extraviada? As bagagens extraviadas são aquelas que não chegam ao destino final da viagem. Achamos que essas coisas nunca vão acontecer com a gente, não é? Mas basta entrar no avião pra virar estatística.

Infelizmente, eu virei! Fui vítima do extravio quando viajava pela primeira vez à Cusco, Peru. A minha inexperiência em viagens internacionais somada à informação passada pela atendente da Latam, resultou no drama da bagagem extraviada.

Foi tenso! Depois de muito importuno e marcação serrada junto ao pessoal da Latam, recebi minha bagagem com 2 dias de atraso. Depois desse perrengue todo aprendi algumas coisinhas sobre como diminuir as chances do extravio de bagagem e o que fazer quando sua bagagem for extraviada:



1) Não despache sua bagagem, leve-a a bordo como bagagem de mão

Tá doida, fia? Como vou levar a bordo uma bagagem de 23kg?

Realmente, não é toda bagagem que podemos levar a bordo. Mas, quando possível, sempre leve sua bagagem como bagagem de mão.

Segundo a nova regulamentação da ANAC, todo passageiro poderá levar a bordo uma bagagem de mão com até 10kg, e tudo isso sem custo adicional.

Bagagem de bordo – Dimensões permitidas pela companhia aérea GOL (voegol.com.br)

Mulheres, Fazer uma mala com 10kg parece impossível, mas não é! Acabei de voltar de um mochilão de 1 mês pelo Sudeste Asiático e levei basicamente isso. Lembrem que lavanderias existem!

Um dos benefícios de viajar com mochila ou malas pequenas é não precisar esperar pela restituição de bagagens na esteira rolante, o que te salva um tempão em viagens corridas estilo mochilão.

Além disso, algumas companhias aéreas cobram pela bagagem despachada, encarecendo ainda mais a viagem. O valor da cobrança vai depender da categoria do bilhete/classe.

2) Identifique a bagagem com nome completo, endereço e telefone

Tem gente que não gosta de usar a tag com dados de identificação por questões de segurança pessoal. Eu uso e acho importante facilitar o contato caso seja necessário.

O escândalo da minha tag já começa pela cor, depois pelos dizeres. Apenas corajoso terão acesso aos meus dados!

3) Leve na bolsa uma muda de roupas e artigos de higiene pessoal;

Quando decidir pelo despacho da bagagem, sempre leve consigo uma muda de roupa e alguns artigos de higiene pessoal (respeitando os 100ml).

Sabe aquele ditado “O seguro morreu de velho”? Pois é… Não custa nada se precaver. Vai que a próxima vítima da bagagem extraviada é você!

4) Sempre confirmar o local de Restituição de Bagagem e Área de Imigração/Alfândega

Em viagens internacionais é necessário fazer a restituição da bagagem e imigração na primeira parada realizada no país de destino, mesmo sendo apenas para fazer conexão e/ou troca de aeronave.

Por exemplo: a viagem é para a Espanha e o destino final é Barcelona, mas antes de chegar à Barcelona o voo tem uma parada em Madrid. Portanto, a restituição de bagagem e imigração deverão ser feitas em Madrid e não em Barcelona.

Quando fui ao Peru, fiz uma parada em Lima antes de chegar à Cusco. Por esse motivo, fiz questão de me informar com a funcionária da Latam sobre o local de retirada da minha bagagem.

A informação passada foi: retire a bagagem apenas na destinação final, ou seja, em Cusco. Por falta de atenção da atendente, ela acabou me passando uma informação errada. Com toda a minha inexperiência, acabei seguindo o informado.

Fiz de tudo em Lima, exceto pegar a minha bagagem na esteira. E foi aí que eu me lasquei… Ao invés de esperar a minha bagagem em Cusco, eu deveria tê-la resgatado em Lima (primeira parada no país) e continuado para a imigração.

Pelo menos eu aprendi a lição: toda vez que entrar em um país, é necessário fazer a retirada da bagagem e passar pela área de imigração/alfândega.



6) Solicitar ajuda financeira à companhia aérea responsável pela bagagem

Em casos de extravio de bagagem, podemos (e devemos!) solicitar ajuda financeira para companhia responsável pela bagagem. Mas nenhum funcionário te dá essa informação de mão beijada. Só fui descobri esse detalhe aos trancos e barrancos durante a minha segunda ida ao aeroporto.

Depois de chorar as pitangas para o funcionário da Latam,ele compreendeu o meu desespero e ofereceu U$50,00 para custear produtos de higiene pessoal (valor padrão oferecido nesses casos).

Assinei um recibo e falei que U$50,00 era pouco se precisasse comprar roupas de frio, afinal era inverno. Foi então que ele sugeriu guardar todos os recibos de compras realizadas a fim de suprir as necessidades geradas em razão do extravio da bagagem.

Segundo ele, bastava apresentar os recibos à Latam para acontecer o reembolso. Não precisei chegar a esse ponto, então não posso afirmar se o reembolso ocorre ou não. Dizem por aí que é muito difícil acontecer o reembolso e eu acredito!

Você já teve a sua bagagem extraviada? Espero que essas dicas sejam úteis para evitar ou pelo menos diminuir o desgaste de ter a bagagem perdida. Boa viagem!


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *